Reflexões - Digo Sim...

DIGO SIM... AO COMPANHEIRISMO ESPIRITUAL NO CASAMENTO

 

 

      Não há dúvida de que quem pretende se casar está disposto a assumir uma condição de companheiro e não de uma simples companhia. Mas o que estou propondo neste texto é algo mais profundo e, reconheço, mais difícil. Estou propondo que cada cônjuge seja um companheiro espiritual um do outro. 

 

      O que estou propondo é que os casais vejam suas vidas como uma caminhada para a qual vocês receberam, de Deus, um companheiro. Vocês estão juntos nesta caminhada da vida, de mãos dadas e indo em direção à eternidade com Deus. Como é importante ter em seu cônjuge alguém com quem você adora, ora e desenvolvem esta dimensão espiritual.

 

   A Bíblia diz que “o cordão de três dobras não se quebra com facilidade” (Eclesiastes 4:12). Como seria interessante se os casais tivessem alguns minutos por dia (bastam um ou dois) para poderem orar juntos um pelo outro. Será que dois minutos fazem tanta falta assim? Como seria edificante se o casal pudesse adorar a Deus a dois, fortalecer um ao outro na fé, buscar a vontade de Deus juntos e juntos comungarem do corpo e do sangue de Cristo.

 

       Creio que o maior obstáculo para que isso ocorra é a correria, a falta de tempo. Ou melhor, sejamos honestos, a falta de prioridade. Encontramos tempo para tudo o que achamos importante. Mas será que Deus não é importante em nossa vida? É claro que é. E se é, por que não dar o devido espaço a Ele em nossa vida familiar?

 

    Sou uma pessoa bastante racional e não consigo encontrar nenhuma razão que me convença de que a adoração a dois faz mal a um casal. Muito ao contrário, só fará bem. De fato, há autores que dizem que quanto mais marido e mulher crescem em seu relacionamento com Deus, tanto mais será fortalecido o relacionamento familiar. Que argumento minimamente inteligente contrariaria esta afirmação? Nenhum!

 

      Caros casais. Vivemos em uma sociedade em que os valores estão em crise. A família é um espaço privilegiado para se resguardar da inversão de valores que nossa sociedade propõe. Assim sendo, não se furtem de orarem com e pelo outro, apresentando seu marido e sua esposa às mãos dadivosas de Deus diariamente.

Se vocês conseguirem fazer isso, serão mais do que companheiros em um casamento, serão companheiros espirituais, ou seja, envolvendo uma esfera da vida que é tão importante quanto as demais, senão a mais importante de todas.

 

      Rev. Jorge Aquino (Movimento Anglicano no Brasil)

 

 

Digo Sim! Reverendo Otávio Augusto
  • Facebook Basic
  • YouTube Basic Black
badge-weddingawards_pt_BR.jpg
badge-weddingawards_pt_BR (1).jpg

Rua Caminho dos Barreiros, 156 

São Vicente, SP 11340-020 

digosim.info@gmail.com

Tel: 013 3357-2965 

       013 98170-0160 (Tim)

       013 99741-0160  (Vivo)

© 2015 / 2016 por Heitor Schlender